segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Ela escolheu morrer

Foto que ilustra o artigo no site JW.ORG. Prova-
velmente, retrata o momento em que o paciente
diz ao médico que não aceita transfusão de san-
gue em nenhuma hipótese, por maiores que sejam
os riscos. 
Seguindo a linha do penúltimo post, imagine  que as Testemunhas de Jeová, ao baterem palmas ao seu portão, te contassem exatamente quais são os sacrifícios exigidos para se tornar uma Testemunha de Jeová. Por exemplo, imagine que elas te dissessem que uma das exigências é que você, para que possa ganhar a salvação, esteja disposto a morrer em uma sala de cirurgia caso a sua única esperança dada pelos médicos esteja em uma transfusão de sangue.


Iniciando por esta postagem, segue-se ainda pelo menos duas, onde pretendo esclarecer essa questão do sangue que, para o bem ou para o mal, tem tornado as Testemunhas de Jeová bem lembradas na mídia, juntamente com sua atuação constante no ministério de porta em porta.

Para esta primeira postagem, trago um trecho do livro de Raymond Franz, que compôs a liderança da religião pelas décadas de 70 e 80, até ser expulso da religião, pela única razão de que um dia foi flagrado almoçando com alguém tido como sendo má companhia.

Trata-se do relato de uma médica que narra os últimos momentos de vida de uma Testemunha de Jeová que decidiu não aceitar uma transfusão de sangue. Para tranquilizar as Testemunhas de Jeová que me visitam, este é o link para uma postagem do site oficial da religião, onde a liderança procura justificar biblicamente por que não permite às Testemunhas que possam recorrer ao uso do sangue como medida de salvar a vida. Nas minhas próximas postagens, no entanto, veremos que nem todas as justificativas sobrevivem a um exame apurado dos fatos. 

Considere só um exemplo, tirado de um artigo da revista Discover de agosto de 1988. A partir dos 42 anos, ao longo de vários anos, uma mulher Testemunha passou por remoções cirúrgicas de tumores recorrentes da bexiga. Da última vez, ela esperou demais antes de ir ao médico, sangrava muito, e estava gravemente anêmica. Insistiu em não receber transfusão e a recusa foi respeitada. Por mais de uma semana os urologistas tentaram sem êxito estancar a hemorragia. A contagem sangüínea dela continuava a cair. A médica autora do artigo descreve o que aconteceu:

Gradualmente, à medida que sua contagem sangüínea caía ainda mais, a Sra. Peyton passou a ter falta de ar. Os órgãos do corpo precisam de certa quantidade de oxigênio para funcionar. O oxigênio é transportado dos pulmões para a periferia pelas moléculas de hemoglobina que estão nos glóbulos vermelhos... A equipe médica deu à Sra. Peyton oxigênio adicional através de uma máscara até que ela estava praticamente respirando O2 puro. Os poucos glóbulos vermelhos que ela tinha estavam totalmente carregados, mas simplesmente não havia veículos suficientes para transportar o combustível de que seu corpo precisava.

Sua ânsia por ar aumentou. Seu ritmo respiratório caiu. Ela ficava cada vez mais instável. Finalmente, e inevitavelmente, as fibras do músculo cardíaco mostraram sua necessidade desesperada de oxigênio. Ela sofria uma dor no peito, forte e esmagadora.

A médica que escreve o artigo descreve o que sentiu ao chegar ao quarto da paciente:

Quando entrei no quarto... assustei-me com a cena à minha frente. No centro de todas as atenções estava uma mulher grande com uma máscara de oxigênio, ansiosa por ar, respirando mais rápido do que parecia humanamente possível. À cabeceira da cama estavam três amigos, membros da igreja [Testemunhas], instruindo-a... A seu lado estavam vários médicos ― um monitorando sua pressão sangüínea em queda, outro extraindo um pouco de sangue duma artéria. O fluido que lentamente enchia a seringa tinha a consistência de ponche havaiano; testes no mesmo revelaram uma contagem de glóbulos vermelhos de apenas 9 [o normal seria 40]. Pendurado na grade da cama havia um saco com urina cor de cereja. A mulher estava morrendo Os traços do cardiograma mostravam as grandes oscilações que assinalam um coração agonizante. Em poucas horas o dano que representavam se tornaria irreversível.

A mulher teve uma parada cardíaca. A equipe de médicos e enfermeiras começou a reanimação cárdio-pulmonar. Administraram-lhe epinefrina e atropina e depois uma descarga elétrica no coração. Este começou a bater, depois parou de novo. Mais RCP, mais epinefrina e atropina, outra descarga elétrica, mais RCP. Isto continuou durante uma hora até não haver mais esperança ou objetivo. A paciente estava morta, além de recuperação.

A médica que descreve isto não considerou a mulher como uma simples fanática. Ela escreve:

Disseram-me que era uma mulher inteligente, que compreendia totalmente as conseqüências da sua decisão. Mas seu discernimento, pareceu-me, provinha de um conceito cego imposto por sua fé [Nota do autor: Elisabeth Rosenthal, no artigo intitulado “Cegados pela Luz”, revista Discover, agosto de 1988, páginas 28-30] (Em Busca da Liberdade Cristã, de Raymond Franz, páginas 345,346).

Gostaria de conhecer melhor as Testemunhas de Jeová?
Então você precisa ler meu livro
Testemunhas de Jeová – o que elas não lhe contam?
Opções de download aqui 


43 comentários:

  1. Amigo Lourisvaldo, embora muitas pessoas já saibam disso, portanto quando aceitam entrar na congregação já estão a par, portanto...
    É mesmo assim, fé cega, problemas difíceis!
    Li e digo que, há de servir para os que estão buscando alternativas em religiões!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  2. OI LOURISVALDO!
    EU JÁ SABIA DESTA EXIGÊNCIA E PARA SER TESTEMUNHA A PESSOA TEM DE ACEITÁ-LAS, MAS, PARA MIM, DEUS NÃO QUER PARA SEUS FILHOS SOFRIMENTOS INÚTEIS E ESTE É UM DELES.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Lorisvaldo pela visita e comentário lá no blog Serras de Minas. A resposta sobre o nome da fruta sai na próxima sexta-feira. Não vou dizer que você errou nem que acetou. Veja o desenrolar na sexta com uma boa história.

    Com referencia ao artigo prefiro não comentar. Sou um cristão convicto. Não acredito que Deus tenha deixado os médicos existir atoa. A igreja a que pertenço não foi instituída por homens. Jesus a instituiu lá em Mateus 16:18, ha mais de 2000 anos.
    abraço

    ResponderExcluir
  4. Olá Lourisvaldo,

    Nunca consegui entender esta escolha das Testemunhas de Jeová e de seus familiares que, mesmo diante da agonia, optam por dispensar o socorro indispensável. Sem dúvida, é resultado de uma fé cega. Tal decisão é quase um suicídio involuntário, o que seria contrário às leis de Deus. Cumpre-nos preservar a vida e a saúde do corpo físico para que possamos cumprir nossa jornada evolutiva aqui na terra, não colaborando para uma 'partida' antecipada.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Já sabia desse fato, mas acho que quando a possibilidade de cura a gente tem que fazer tudo o que estar ao nosso alcance, os Testemunha de Jeová já pensa diferente, Lorisvaldo abraços.

    ResponderExcluir
  6. Não dá para entender, mas respeitar sim, afinal é escolha de cada um..
    Beijo
    ;)
    http://www.umalindapromessa.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Amigo, aqui na minha cidade já aconteceu isso. Deus não quer esse sacrifícios de nós. Ele quer que sejamos bons, nos ajudemos mutuamente e que que não tenha mágoa no coração e, para ser tudo isso não seria necessário cometer assassinato e morte lente. S´que isso nas portas eles não falam.
    Deus deixou sua palavra e não nome de nenhuma religião.
    Beijos no coração
    minicontista2

    ResponderExcluir
  8. Olá Lourisvaldo,

    Sou espiritualista e livre, seria mais interessante se o mundo nao se prendesse a coisas tao pequenas...

    Obrigada pela visita

    Abçs

    ResponderExcluir
  9. Realmente é muito triste essa situação! Já vi isso acontecer no meu local de trabalho. Um casal que pertence a religião (Testemunha de Jeová), Que veio a levar seu único filho ao hospital passando muito mal. No diagnóstico constava hemorragia interna e que além de cirurgia precisava de uma transfusão de sangue. Mas os pais não aceitavam e achavam que era melhor deixar deixar Deus fazer a sua vontade porque achavam que deus queria isso. Enfim.. O médico discutiu com os pais e disse que iria fazer assim mesmo sem o consentimentos deles. Acabou que o cirurgião foi processado e que não poderia tocar no filho do casal. O menino veio a falecer e tinha apenas 8 anos.

    Hoje, eu com 26 seis anos, vejo como a religião as vezes pesa na vida do ser humano. Acho que o homem coloca muitas regras que talvez não seja a vontade de Deus.

    Te desejo um lindo dia Lourisvado. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi Lourisvaldo, primeiramente agradeço a visita ao meu blog.
    Não tenho muito conhecimento sobre as Testemunhas de Jeová, mas acredito que se Deus deu ao homem o dom da ciência para descobrir meios de tratar doenças é porque Ele quer que vivamos e respeitemos a vida, fazendo o possível para preservá-la, negar isso é como pedir um milagre e se recusar a recebê-lo.
    Abraço.
    Vacieni
    http://papodeesmaltebyvacieni.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá Lourisvaldo, boa tarde!
    Eu convivi um bom tempo com uma amiga que é Testemunha de Jeová, ela fez de tudo para eu entrar na congregação, mas não me convenceu.
    Tem religiões que ficam na ignorância, se o Rei dos Reis derramou
    seu sangue para nos salvar, quem somos nós para renegar a vida que Deus nos deu.

    Abraços

    ResponderExcluir
  12. A Salvação é muito lata; morrer por falta de assistência é um crime punível. Tornar isso um Dogma de Fé (Fé?) é derrubar qualquer sentido do acreditar.
    "Quem tem ouvidos, oiça", está escrito, mas, aqui, é para ver de olhos bem abertos.

    Abraço
    SOL

    ResponderExcluir
  13. Para mim, é inconcebível essa negativa. Se somos todos irmãos, porque não se pode receber sangue um do outro? Tenho o fato como suicídio e Deus não quer que desistamos da vida, já que aqui estamos com um propósito definido.

    ResponderExcluir
  14. A vida é tão preciosa,que devemos procurar fazer todo o possível para conserva- la.

    ResponderExcluir
  15. Excelente Blog. Deus ti abençoe.
    Participe do novo Agregador BloGospel, seja nosso Blogueiro você também!
    Envie seus artigos e aumente mais o tráfego do seu blog através dessa ferramenta que é a divulgação.
    Reunimos blogs evangélicos, com conteúdos gospel e relevantes para o povo de Deus.
    *Envie seus artigos gratuitamente, apenas incluindo nosso banner como parceiro.
    Sua parceria é muito importante. Junte-se a nós!
    http://semeandojesuscristo.blogspot.com.br
    Graça e paz!

    ResponderExcluir
  16. Bom dia Lourisvaldo.
    Eu procuro respeitar a crença de cada um, acho ate que essa alma deve está em um bom lugar, pois manteve a fé ate o fim, pois se tratada da sua vida, mas quando os pais agem assim com a vida de um filho, acho o cumulo, nesse caso os médicos teriam que ter autonomia de fazer o que fosse necessário ao um menor de idade. Acho uma exigência descabida, afinal Jesus disse que o preço do pecado seria a morte, então ele não deseja a morte de nenhum dos seus filhos, deixou os médicos e todos os recuso para salvar uma vida, isso incluir a transfusão de sangue, tomei varias e não me considero impura por isso rsrs, ate porque se fosse pecado rsrs o sangue se renova a cada dia e Deus é amor, com o dom de perdoar e amar a cada um de nós. Jesus não se separava das mas companhias pleo contrario muitos vezes comia com eles, para que o seu exemplo pudesse ajuda-los, se afastar é apenas um grande preconceito. Um lindo e feliz més de Marco, que Deus continue lhe abençoado abundantemente. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
  17. Olá Lourisvaldo,
    Eu penso que a vida é tão importante que tudo que possamos fazer para te-la, vale a pena.Nunca entendi e na verdade não quero entender este paradoxo,tenha um lindo dia,Patricia

    ResponderExcluir
  18. Olá Lourisvaldo

    Lutar pela vida é muito importante. Jesus derramou seu sangue por nós, não vejo nada de mais doar sangue. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  19. Olá Lourisvaldo
    Fiquei feliz que participastes da brincadeira lá no blog.
    Obrigadão!
    Um abraço amigo de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  20. Olá, amigo Lourisvaldo
    Falei-lhe que tenho uma amiga que foi testemunha de Jeová...
    Pois com ela aconteceu um caso idêntico: Um sobrinho teve que ir para o hospital, gravemente doente, e os médicos informaram que o menino não se salvava sem uma transfusão de sangue. O pai, testemunha, opôs-se; a mãe, testemunha, estava incapaz de decidir fosse o que fosse, meio drogada com medicamentos que lhe deram para acalmar; a tia, minha amiga e, à data, testemunha, hesitou, mas acabou por assumir a responsabilidade, altas horas da noite, quando o menino estava praticamente a morrer. Comprou uma guerra com o cunhado... mas salvou o menino. Esta foi uma das várias coisas que a levaram a sair.

    Já anotei direitinho o endereço e até o coloquei na barra lateral do meu blog. Assim não haverá confusão, espero.

    Amanhã (logo, às zero horas...) publico novo post. Lá o aguardo, querido amigo.

    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  21. ola, lourisvaldo - desculpa, a falta de maiúsculas e de pontuação, mas minha mão dta está mto queixosa, portanto estou escrevendo só com a esquerda.

    bem, li seu post, integralmente, tal como o site oficial da religião, TJ, e nada que eu desconheça. por outro lado fico pensando k, se não houve, se não há alteração da bíblia e se está sendo feita uma interpretação correta da mesma, o que não acredito, acho, sempre achei, esse assunto uma barbaridade e um ato pré-histórico.

    quem precisa da transfusão de sangue, pode até morrer se a levar, portanto de nada adiantou, dizem eles, as chefias, a ter levado, mas caso a não leve, é k morre mesmo, tendo assim a salvação, dizem os mesmos. de qualquer forma, as TJ tb afirmam k com a morte pagamos tudo e k tudo termina ali.

    olha, menino, isto me faz lembrar as atitudes dos bombistas suicidas, que vão logo para o paraíso e onde são esperados por 39 belas mulheres virgens. 39 virgens, voce leu bem. será que um dá para 39, PERGUNTO. salvação e sexo, bem misturado o k será k dá. mesmo que se relacione com uma, por dia, o homi, findos os 39 dias deve estar quase morto, entre aspas. essa gente é louca e fanática.

    qto as transfusões, nas TJ, muitos médicos portugueses não obedecem a família do doente e sem k ela saiba, o doente leva mesmo a transfusão. depois se diz k foram usados substitutos bem caros e a família fica toda feliz e contente.

    a descrição da médica está perfeita, mas pena foi que a transfusão não tivesse sido dada. morrer por crença, sem pés nem cabeça, radicalismo total, é uma ABERRAÇÃO.

    loury, voce precisa falar de tudo o k nas TJ te amordaçou, pke foram 20 anos de escravidão e de recolhimento forçado, mas voce acordou a tempo. no entanto, sinto k voce ainda está em processo de desintoxicação, entre aspas.

    como tb já sabe eu conheço e sou amiga de várias TJ, e falamos de religião, todavia elas sabem k escusam de incutir e anotar, pke eu sou o k sou, católica pouco praticante, mas DE FÉ VIVA, embora reconheça todos os erros da igreja em k fui batizada e a que pertenço, mas falo disso sem rodeios nem peias.

    fiquei desiludida, há dias, qdo o papa francisco disse k a europa se assemelhava a uma mulher estéril, isso a propósito de tanto refugiado k está vindo pra cá. a esterilidade num casal, e PARA ELUCIDAÇÃO DO PAPA, não se deve só ao homem ou só á mulher, ela é uma questão conjunta dos dois. repare, a senhora x pode ser estéril com o senhor y, mas não com o senhor z, acontecendo o mesmo com o homem. penso, tb, que o papa está démodé, pke agora há um montão de métodos para casais não férteis o possam deixar de ser.

    DEUS É AMOR E SÓ ELE CONHECE OS CORAÇÕES DE TODA A GENTE.

    tou esperando um sorriso.

    beijinho, lourinho.

    ResponderExcluir
  22. Obrigado pela visita e quanto ao tema no teu post, me espanta tal decisão de optar apenas pela fé, sem nada mais fazer! Mas, cada um ,cada um! Cada cabeça, uma sentença! abraços,chica

    ResponderExcluir
  23. Olá,Lourisvaldo.
    Bom dia,pessoa abençoada!

    “Ele nos arrancou do poder das trevas” (Colessenses 1,12).
    Que lindo,não é mesmo?!
    Sabe o que você deve fazer?Levante as mãos aos céus e adore ao Senhor.Você é um homem livre.Louve a Deus por sua liberdade e esqueça das coisas que ficaram para trás,prossiga para o alvo.

    "Quero trazer à memória o que me pode dar esperança."Agarre-se naquilo que renova suas forças e avance,sem nada temer.

    Cada faz o que bem quer da vida mas como você escreve tão bem,penso que você deveria criar um outro blog com outra visão.
    Se alguém te perguntar o que quiseste dizer com um poema,pergunta-lhe o que Deus quis dizer com este mundo.
    Você é uma benção!

    Espero não ter sido chata mas se fui é porque é assim que sou.São as misericórdias de Deus na minha vida que me fazem estar aqui,pensando somente nele.desejando sempre o melhor pra você.

    Dia lindo pra ti.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  24. Bem polêmico essa postagem, eu falo isso porque faço Direito e já debatemos em sala sobre o ponto de vista com relação à transfusão.
    Eu respeito a crença e decisão de cada pessoa, mas tem pessoas que acham isso um absurdo, já que não tem nada demais quando se faz uma transfusão, e isso salva uma vida.
    Porém, crença é crença e a pessoa deve ter a sua decisão respeitada e cumprida, independente de opiniões alheias.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  25. Olá!Eu sou católica e respeito todas as religiões e até as que alguns chamam de seitas! Deus deu a todos nós livre arbítrio para crer e professar o que melhor achar. Ele apenas pedirá contas de todos os nossos atos quando partirmos para a eternidade. Um abraço Tetê

    ResponderExcluir
  26. Complicado né amigo?
    Fico pensando na situação dos médicos!
    Bjsss "moço" e um ótimo FDS p/vcs

    ResponderExcluir
  27. Que triste ser jogado contra
    parede assim, triste mesmo.
    Abraço.

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Olá Lourisvaldo!

    Uma tremenda irresponsabilidade das Tj's essa questão do sangue.
    Chega a ser hilário os argumentos usados por eles, não é?
    Triste, muito triste,viu?

    Abraços

    ResponderExcluir
  29. Cada um com sua crença, sou católica e espirita, prefiro não dar meu parecer.
    Obrigada Lourival pela sua presença.

    ResponderExcluir
  30. Eu sou o tipo de pessoa que acredita na vida, mas sei que tem pessoas que acreditam em outras coisas como os Testemunhas de Jeová, na minha opinião é uma espécie de suicídio, pois se você tem a possibilidade de sobreviver e não aceita, de certa forma está se matando já que o caminho leva a isso.

    Embora não concorde com o pensamento deles, por outro lado acho que as pessoas tem o direito de escolher seu próprio destino, enfim, posso não concordar com o ato, mas respeito a decisão da pessoa!

    Abraços!
    Minda =D

    ResponderExcluir
  31. Se a vida é uma dádiva, respeitêmo-la, procuremos, por todos os meios disponíveis, mantê-la saudável, ou, mantê-la simplesmente, pois disperdiça-la vai contra o os princípios naturais de mantenimento. A natureza não criou os seres vivos para que eles desprezem esse dom maior. Se não devemos matar os outros, o mesmo não podemos fazer com a gente mesmo. É simples, sequer é questão de crença.

    ResponderExcluir
  32. Bom dia, Lourisvaldo,

    Tema complicado esse. Um conflito de quem quer salvar vidas usando recursos disponíveis pela medicina e quem recusa tais recursos desejando ser salvo apenas pela fé. Não entendo, mas respeito as crenças de cada um.

    *abraços/Bom final de semana/

    ResponderExcluir
  33. O tema tem pano para mangas como se diz por aqui...muito controverso...penso que cada caso será um caso!
    E a religião nada deveria a ter com o assunto!
    Obrigada pelo visita e tudo de bom

    ResponderExcluir
  34. Doar sangue é preservar a vida. A Bíblia não proíbe a transfusão venal de sangue. É necessário interpretar o que a Bíblia diz.
    Foi dada uma ordenança aos cristãos (gentios convertidos) que deve se abster do sangue. Ou seja, o cristão não deve ingerir sangue e nem deve comer alimentos preparados com sangue.
    “Quanto aos gentios convertidos, já lhes escrevemos a nossa decisão de que eles devem abster-se de comida sacrificada aos ídolos, do sangue, da carne de animais estrangulados e da imoralidade sexual.” Atos 21.25

    Amigo Lourisvaldo, agradeço pelo comentário que você deixou lá no blog a respeito do assunto “adoradores”, foi muito boa sua colocação, pois nos levou a uma reflexão.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não prático sexo fora do casamento. Ver pornografia não está incluído nessa abstinência? Qual sangue q salva vidas?

      Excluir
  35. Lourisvaldo, querido amigo
    Estou de passagem para agradecer sua presença no meu blog e seu comentário, que adorei.
    Que bom que lhe trouxe tão belas recordações!

    Vamo-nos vendo, sempre.
    Óptimo fim de semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS


    ResponderExcluir
  36. Oi Lourisvaldo!Obrigada pela visita e comentário em meu blog.Costumo respeitar todas as religiões mas atos extremos não tem como aceitar.Acredito que não aceitar transfusão vem de uma interpretação equivocada da Bíblia,já que naquela época,quando a Bíblia foi escrita,não existia transfusão.A vida está em primeiro lugar.Mas a vontade do paciente adulto deve ser respeitada se ele sabe do risco que está correndo.Mas uma criança??Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao considerar o Criador como o Autor da bíblia nós temos a rsp pra como Moisés poderia saber q a terra é suspensa sobre o nada? Jó 26:7. Texto escrito a cerca de 3mil anos antes de Sr Isaac Newton teorizar a gravidade e como Isaias poderia saber q a terra é redonda. Isaías 40:22 Texto escrito a cerca de 732 A.C . Ao escrever sobre abster se de sangue podemos dizer q "naquela época" já existia Deus...quando alguém busca a verdade ela conversa com uma tj. Quando alguém especula ,busca seus próprios interesses. Fato

      Excluir
  37. Mais um post, que adorei ler!
    Penso ter deixado minha interpretação do assunto, no post seguinte... visto ter começado, a comentar por ordem inversa...
    Abraço!
    Ana

    ResponderExcluir
  38. Oi Lourisvaldo
    Isso é crime e alguém teria que ser condenado.
    Quando eles passam na nossa casa não falam nada disso.
    A pessoa internada tem que deixar os médicos fazerem tudo para salvá-la.
    Quem assinou o papel deveria ir para a cadeia.
    Precisamos mudar nossa constituição urgente.
    Beijos
    Minicontista2

    ResponderExcluir
  39. um tema muito polémico.
    gostei de ler.
    Um bom fim-de-semana.
    Beijo
    :)

    ResponderExcluir
  40. Comentários sem abalizamento. Nenhuma tj sai de casa correndo pro hospital simplesmente pra deixar alguém morrer em nome da fé.As tjs são os mais discretos possíveis. Apesar de declararem sua fé publicamente. No Brasil já são cerca de 1 milhão. Quantos casos vcs conhecem de pessoas q morreram por se recusarem desobedecer a Jeová com respeito a lei do sangue? É isso! Nenhuma tj escolhe morrer ao invés de receber sangue. Elas aceitam vários outros tratamentos q estão a disposição da medicina e de todos q querem um tratamento sem riscos. Transfusão não é o único,melhor e nem urgente! jw.org Busque a Verdade 22 Mas achamos correto ouvir de você o que pensa, porque, na verdade, o que sabemos dessa seita é que em toda a parte se fala contra ela.”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Jorge! Sinta-se à vontade para se expressar em qualquer postagem.

      Grande abraço!

      Excluir