sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Segredos ao portão - quanto lhe custa acreditar?

Imagine que as Testemunhas de Jeová, ao baterem à sua porta, falassem para você o que exatamente significa viver como Testemunha de Jeová. Imagine que, dentre muitas coisas, elas te dissessem que, ao aceitar ser Testemunha de Jeová, você automaticamente aceita que qualquer outra Testemunha passa a ter a liberdade (e obrigação) de te denunciar ao pastor por quaisquer pecados seus de que se tomou conhecimento. Acha isso inacreditável? 

Mas esse é um fato a que toda Testemunha de Jeová está sujeita. Em casos de pecados de que se tomou conhecimento, ela tanto pode ser denunciada por qualquer outra Testemunha bem como qualquer outra Testemunha pode (e deve) ser denunciada por ela.

Naturalmente, as Testemunhas de Jeová como indivíduos não interpretam a Bíblia, mas ao aceirarem fazer parte da religião, impôs-se lhe a condição se sujeitar-se por inteira aos ditames dos líderes do grupo, que residem em Nova Iorque e juntos deram a si o nome de Corpo Governante.
Para criar o clima de vigilância permanente entra as Testemunhas, essa autoridade religiosa recorre à Lei Mosaica para fundamentar a sua interpretação. Veja a seguir essa argumentação:
Que dizer se soubermos de alguém que esteja praticando um pecado secreto, como abuso do álcool, ver pornografia ou levar uma vida imoral? [...] Quando é cometido um pecado grave, os que têm a obrigação bíblica de tratar do assunto — os anciãos na congregação — devem ser informados. (Leia Levítico 5:1.) Portanto, se soubermos de um irmão ou de uma irmã que se envolveu nesse tipo de transgressão, temos de incentivar tal pessoa a procurar os anciãos e buscar sua ajuda. (Tia. 5:13-15) Se ela não fizer isso dentro de um período razoável, porém, temos de relatar a transgressão (A Sentinela de 15 de fevereiro de 2012, página 22).
Texto indicado:
Se alguém ouvir uma convocação pública para prestar depoimento e não relatar algo de que foi testemunha, que viu ou de que ficou sabendo, estará cometendo um pecado e responderá pelo seu erro (Levítico 5:1; Tradução do Novo Mundo).
O cristão sabe que um dos objetivos da vinda de Cristo foi nos libertar do jugo que era a Lei de Moisés, a qual, de tão rigorosa que era, nenhum hebreu consegui segui-la ao pé da letra. A própria liderança das Testemunhas de Jeová reconhece isso, mas reinterpretou as coisas e criou algo que chamou de princípio bíblico pelo qual faz vigorar, a seu querer, qualquer lei revogada pela morte sacrifical de Jesus Cristo. Veja essa justificativa nas citações abaixo:
Embora não estejam sob a Lei mosaica, os cristãos na atualidade podem ser guiados pelos princípios encontrados nela. (Salmo 19:7, 8) (A Sentinela de 15 de agosto de 1997, página 27).
Embora os cristãos não estejam propriamente sob a Lei mosaica, os princípios dela ainda se aplicam na congregação cristã. (A Sentinela de 1º de setembro de 1987, página 13).
Considerado isso, a revista A Sentinela deste mês (uma edição exclusiva para Testemunhas, que é intitulada Edição de Estudos) surpreende ao trazer, não só mais um lembrete sobre o assunto, mas também uma série de imagens encenando passo-a-passo de como fazer a denúncia.
O artigo, que começa à página 26, tem o tema: “Aprenda dos servos leias de Jeová”; todo ele procura “encucar” na Testemunha que ela deve lealdada a Deus e que, em razão disso, deve também lealdade aos pastores que representam a Deus na terra. Essa lealdade, segundo o artigo, inclui também delatar aos pastores quaisquer pecados de nossos irmãos de que temos conhecimento. Então para ênfase, ilustra o artigo numa sequência de seis quadros, os quais são exibidos abaixo.
Para entender plenamente a sequência de imagens, talvez seja necessário voltar a ler a primeira citação desta postagem.








O resultado esperado, como mostra o último quadro, é o retorno da Testemunha às atividades do grupo, mas pode também resultar em sua excomunhão, algo que resultará em ela passar a ser rejeitada no circulo religioso, de quem não receberá mais nenhum “bom-dia”, nenhuma “boa-tarde”, nenhum “olá”. 

Portanto, vale recordar o que considerei no primeiro parágrafo. Imagine que as Testemunhas de Jeová batessem à sua porta falando francamente sobre o que significa entrar para essa religião. Diante disso, vale questionar: que mais elas evitam falar em suas primeiras palestras ao portão? 


********************************************
A revista A Sentinela de fevereiro de 2016, que contém as imagens acima, pode ser baixada deste endereço



Gostaria de conhecer melhor as Testemunhas de Jeová
Então você precisa ler meu livro
Testemunhas de Jeová – o que elas não lhe contam?

Opções de download aqui
  

44 comentários:

  1. Oi Lourisvaldo,
    Todos pecam e os pecados que se faz só com os pensamento como será relatado.
    Em todas as religiões há os poderes ocultos, fora que temos que sustentá-los.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é que "todos pecam" se o Cristo já 'tirou o pecado do mundo'? (João 1:29) Curioso isso, não?

      Excluir
  2. Olá Lourisvaldo

    Quem nunca pecou que atire a primeira pedra. Penso que nosso dever como irmãos em Cristo é alertar nosso irmão se vemos ele no erro, mas não devemos nos preocupar em apontar os erros dos outros e muito menos que alertra o pastor a igreja, pois se a pessoa pecou antes que eu saiba Deus já viu então é Ele que interessa e é a Ele que pessoa deve se achegar se humilhar pedir perdão e corrigir os seus erros abandonando o pecado e caminhando novamente na graça do Pai



    Abraço pra vc

    ResponderExcluir
  3. Boa noite
    Só Deus pode julgar os pecados dos homens e a nenhum outro ser é dado esse poder.
    Se eu sei dos pecados dos meus irmãos devo fazer-lhes o alerta para que se emendem e peçam o perdão a Deus.
    Todo o resto desta e de outras religiões é exploração, medo e escravidão.
    Sou Católico e encontro em Jesus o Irmão que veio ensinar-nos e não julgar-nos. A Sua Palavra é Amor e Perdão.

    ResponderExcluir
  4. Olá Lourisvaldo
    Jesus é maravilhoso e está sempre pronto para perdoar. Desejo um ótimo domingo. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  5. Não podemos julgar os pecados dos outros somente Deus! Digo até mesmo que aquele que diz que não peca já esta pecando só de dizer essa palavra. Nem a igreja tem o poder de perdoa além daquele que é maior que tudo. A igreja somente faz a sucessão das palavras.

    Obrigada pela visita. Tenha um lindo dia,bjs.

    ResponderExcluir
  6. Não podemos fazer o papel de Deus, Deus é o único que pode perdoar,Lourisvaldo tenha um excelente domingo abraços.

    ResponderExcluir
  7. Olá Lourisvaldo, boa tarde!
    Quem não perdoa seu irmão não será digno do perdão de Deus.
    Só Deus pode julgar pois ele conhece o coração de cada um de nós.
    Independente de religião ou ceita só Deus sabe o que passa em nossas mentes e corações.
    Jesus disse o que importa não é o que entra pela boca e sim o que sai dela. O que todos nós devemos fazer é cumprir os mandamentos da lei de Deus!

    Tudo de bom pra ti, fique com Deus!
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Olá Lourisvaldo,

    Quem somos nós para apontar dedos para "pecados" alheios? Ninguém é perfeito, nem os ditos representantes de Cristo aqui na Terra. Se fôssemos perfeitos, não precisaríamos estar neste mundo para aprender e evoluir. Cada um sabe de si e de seus compromissos para com a fé que lhe direciona a vida. Eu diria que tal atitude de denunciar é contrária aos propósitos de Cristo e mais contrário ainda é ignorar um irmão porque 'pecou'. Temos que estar em paz com Deus e com a nossa consciência e nenhum pastor/padre/etc. promoverá este estado de paz se não o buscarmos por nós próprios.

    Obrigada pelas palavras lá no meu recanto.

    Ótima tarde de domingo.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Se entendemos que nosso comportamento está correto, só vamos alterá-lo após nos darmos conta do contrário. Isso é experiência de vida. Não temos o direito de julgar ninguém. Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Passei para agradecer a sua visita e conhecer seu espaço.
    Sônia.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Lourisvaldo
    Como disse numa visita anterior a este seu interessante espaço, por norma não falo de religião. Contudo, aqui são apontados comportamentos humanos, ligados com a religião (ou por ela motivados) e não a religião propriamente dita.
    Tenho uma GRANDE amiga que, quando a conheci, faz mais de trinta anos, era testemunha de Jeová. As coisas que me contava (idênticas às que você relata), o comportamento que lhe era exigido, as restrições que lhe impunham... causavam-me enorme revolta. Cerca de um ano depois de nos conhecermos ela deixou essa religião, e eu respirei de alívio :)))
    Para nos julgar há a nossa própria consciência, que corresponde ao Deus de cada um de nós.

    Uma excelente semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
  12. Não podemos julgar ninguém, apesar de não concordar com algo seja opinião ou religião, procuro sempre respeitar..!
    Beijo
    ;)
    http://www.umalindapromessa.com/

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Lourisvaldo
    Muito interessante seu artigo, tenho uma vizinha que é jeová e ela nem olha para minha cara, é costume deles fazer isso com quem não é da denominação deles?
    Abraço.

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Simone! Tudo de bom com você?

      Olha, não te posso dizer que há uma orientação dos líderes para que as Testemunhas tratem assim os vizinhos, parentes ou colegas de trabalho ou de escola. Mas há sim fortes conselhos para que reduzam ao mínimo necessário as relações com pessoas que não compartilham de suas crenças. Isso em parte é baseado nas leis do antigo Israel, que exigiam que os hebreus não tivessem tratos com povos vizinhos, de modo a não se contaminarem com eles. Em uma cidade próxima, há alguns anos, conheci uma Testemunha que chamava a todos os seus vizinhos de "cananeus", impedia a todo o custo que seus filhos brincassem com os "cananeuzinhos".

      Atualmente, se você fizer um teste, é possível que a grande maioria das Testemunha te digam a localização exata dos seguintes versículos:

      Quem anda com sábios se tornará sábio, mas quem se junta com tolos acabará mal (Provérbios 13:20)

      Não se deixem enganar. Más companhias estragam bons hábitos. (1 Coríntios 15:33)

      Esses versículos são martelados à exaustão nas revistas e livros da religião, bem como também através do microfone nos encontros semanais. Naturalmente que esses versículos têm a sua validade, mas ocorre que os líderes da religião levam isso ao extremo, considerando como associação imprópria todo aquele que não pertence à religião, por mais que essa pessoa seja direita, responsável, viva de acordo com a lei, e tudo o mais que seja considerado normal para uma boa convivência em comunidade. Nada disso importa, nada disso serve; se você não é Testemunha de Jeová, então você não é uma boa companhia.

      É isso, Simone! Muito agradecido por me permitir explicar isso aqui para esclarecimento dos demais leitores.

      Grande abraço!

      Excluir
    2. Obrigada, por esclarecer entendo o porque da atitude.
      Abraço.

      Excluir
    3. Simone,
      Como todos seres humanos existem aqueles que são falhos. Porém cada um tem uma personalidade diferente um do outro. Seria interessante vc visitar um Salão do Reino das testemunhas. Não é feito nenhuma discriminação e nem coletas em valores e com certeza vc poderá ver que existe harmonia entre as pessoas lá que frequentam. Abraço

      Excluir
    4. Isso não é verdade. Eles aconselham sim vc ter o hábito de se reunir com seus irmãos de crença,para evitar hábitos que desagradam a Jeová, mas não é proibido de forma alguma. Se for assim então minhas tias que são testemunhas de Jeová a anos estão pecando constantemente, pq não só conversam con os vizinhos como os ajudam sempre qd podem. Procure saber o real motivo vá até ela e pergunte se isso lhe incomoda tanto ao ponto de vc está expondo isso. E se esse for mesmo o motivo não julgue todo um povo por causa de uns.

      Excluir
  14. Trouxe umas mensagens para você,Lourisvaldo.
    Desejo que seus dias sejam de paz.
    Deus seja contigo.
    Fiel abraço!

    "Um homem é feito daquilo que ele se alimenta e, para a melhor idade adulta, você precisa da melhor comida. Enquanto o bicho da seda tem a sua seda colorida pelas folhas de que se alimenta, se fôssemos nos alimentar de Cristo, e nada mais do que Cristo, seríamos santos, humildes e mansos ou, numa palavra, seríamos perfeitos como Ele é " (CH Spurgeon)

    ********************************************
    "O amor me liga aos meus irmãos em um vínculo de paz, porque todas as barreiras foram demolidas quando o mesmo amor se partiu na cruz, derramando-se sobre todos os homens. O amor me faz querer bem aos meus inimigos, porque… porque não há inimigos se todos estão imersos no mesmo oceano de amor."


    DEUS É FIEL!

    ResponderExcluir
  15. Olá, Lourisvaldo!

    Como vai? Aqui, frio, mto frio.

    Sua postagem está bem explícita, mas você sabe que há pessoas seja de que religião forem, que levam mto a "peito", mto a sério, tudo o k lhes é transmitido e aconselhado. São mais beatos, mais papistas que o Papa, como se costuma dizer.

    Conheço bem essas atitudes, mas tb sei de quem não as cumpre com rigor, pke tudo o k é em exagero só faz mal ao corpo e à alma.

    Penso que em Portugal, as coisas estão e são mais liberais do k no Brasil, no respeitante às TJ, pke há mulheres que deixam de usar calças, pke se baseiam na bíblia, dizem que querem se salvar e habitar a nova terra, enquanto outras andam de calças fazendo o testemunho, até, portanto, varia de pessoa para pessoa.

    Minha mãe namorava com meu pai, único homem que conheceu no aspeto físico, não ao portão, mas à janela. É que portão, pode ter acesso ao corpo inteiro e janela, nem tanto (uma nota de humor, apenas, pke minha mãe foi virgem para o casamento).

    Boa semana com paz e mto amor.

    Um beijinho pró "minino" Eu posso mandar beijinhos pke sou católica (risos)!

    ResponderExcluir
  16. Olá Lourisvaldo!
    Gostaria de agradecer sua visita no meu blog.
    Passei hoje aqui com tempo pra conhecer o seu e ver os artigos.
    Um abraço e fica na paz de Deus!

    ResponderExcluir
  17. Olá, Lourisvaaldo Santana !
    Já recebi muitas dessas testemunhas em meu portão.
    São pessoas de comportamento íntegro, falando uma
    linguagem coerente com a dignidade humana.
    São especiais.
    Parabéns pelo teu trabalho.
    Um fraterno abraço.
    Sinval.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinval, seu coração realmente busca o que é certo, por isso consegue entender a verdadeira mensagem.
      Abraço.

      Excluir
    2. Eu concordo com o Sinval!!e também com Perseverãncia, até mesmo aceitei um estudo com um casal que me abordou ...achei muito interessante. Foi proveitoso....um abraço aos dois amigos escritores... veraportella

      Excluir
  18. Boa tarde caro Lourisvaldo.
    Li a postagem toda, muito bom o seu espaço onde se explica e fala um pouco da sua religião. Eu particularmente sou uma apreendi na escola da vida, sempre gosto de apreender cada vez mais. Mas me espelho mesmo nas atitudes de Jesus. Que nós ensina a amar uns aos outros, e que somos todos filhos de Deus. Quem ama permanece em Deus e Deus permanece conosco. Não adianta amar a Deus e se afastar de um filho dele, pelo contrario devemos nós aproximar e mostrar como Deus é maravilhoso e quem sabe salvar aquela vida, isso sim na minha humilde opinião é seguir a Deus plenamente. Um abencoado final de semana. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
  19. OI LOURISVALDO!
    É COMO ESTAR SEMPRE A MERCÊ DO JULGAMENTO DE OUTRAS PESSOAS, VIVER ASSIM É HORRÍVEL.
    ABRÇS

    http://. zilanicelia.blogspotcom.br/

    ResponderExcluir
  20. Não é necessário que um irmão aponte o pecado do outro, pois nós mesmos somos convencidos pelo Espírito Santo quando estamos em pecado, onde é gerado em nós arrependimento e quando nos confessamos diante de Deus é o Senhor Jesus que nos purifica de todo pecado.
    “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua Palavra não está em nós.” 1 João 1:9,10

    Um irmão apontando o pecado do outro não significa que ele não peca. Olha o que o Senhor Jesus diz: “Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão.” Mateus 7:5
    E outra versão diz assim: “Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão.” Mateus 7:5

    Aquele que verdadeiramente vive na presença de Deus, simplesmente não tem condição de esconder nada Dele.

    “Nada, em toda a criação, está oculto aos olhos de Deus. Tudo está descoberto e exposto diante dos olhos daquele a quem havemos de prestar contas.” Hebreus 4:13

    “Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.” 1 João 2:1

    A graça de Deus é maravilhosa!

    Forte abraço Lourisvaldo.
    Graça e paz!

    ResponderExcluir
  21. Passando por aqui, Lourisvaldo, agradecendo sua simpática visita, lá no meu recanto, em artandkits.blogspot.com e conhecendo este seu espaço, que será um prazer visitar futuramente...
    Sendo agnóstica... respeito profundamente quaisquer princípios de outras religiões, de espírito aberto... embora me reserve o livre arbítrio de fazer meus próprios juízos de valor...
    Assim, embora ache que havendo comportamentos que sejam reprováveis... se eles não trouxerem nada de mal, nem quaisquer consequências para terceiros... penso que deverão continuar pertencendo à esfera privada de cada um... não carecendo de julgamento, nem condenação colectiva desse teor... na minha opinião...
    Tal orgão funcionaria, como um Big Brother colectivo... a meu ver benéfico, apenas em caso de situações limite...
    Agora pequenas transgressões... que eventualmente, só prejudicarão o próprio que as pratica... não deverão ser colectivamente reprovadas... sempre haverá quem beba... fume... seja dependente de algo... até de internet... se não prejudicar mais ninguém, que não o próprio... penso que não deverá merecer qualquer reprovação... mas talvez compreensão, ou ajuda para o seu comportamento... se entender ser ajudado...
    Abraço! Óptimo domingo!
    Ana

    ResponderExcluir
  22. Eu creio que, se cada um cuidasse bem de sua própria vida, não haveria necessidade de cuidar da vida dos outros!
    Aquele que julga será julgado!

    ResponderExcluir
  23. Oi Lourisvaldo
    Caro amigo eu penso que não devemos julgar comportamentos e quando o assunto é crença religiosa melhor nem discutir porque cada um segue o que acredita
    Deus é um só! A grande diferença é a maneira como cada cidadão concebe e pratica sua religiosidade
    Um grande abraço meu amigo
    Hoje deixo um convite para meu conhecer meu outro blog
    Sonhos e Poesia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda Gracita.
      Sempre com seu palavreado sábio e moderado. Sabedoria sempre.
      Você está correta, induzir as pessoas a acreditar que determinado jeito de viver é errado apenas que não somos aceitos com erros. Mudanças internas depois as críticas.
      Grande abraço.

      Excluir
  24. Oi Lourisvaldo,
    Então o céu ficará lotado só de testemunhas de Jeová? Eu conheci um pai que deixou seu filho morrer, pois ele tinha que amputar a perna e teria que fazer transfusão de sangue e a religião não permitia. A criança dizia: papai. eu quero viver- mas não esse pai
    o deixou morrer. "TODOS IRÃO PARA OS CÉUS."
    Beijos
    Minicontista2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dorli, as testemunhas não dizem que vão para o céu; elas acreditam que em determinados tempo Deus irá acabar com tudo que tem acontecendo conforme textos bíblicos lá está como profecias. Então todos viverão na terra em um paraíso que irá se transformar. Abraço

      Excluir
  25. Pessoal, um recadinho básico (e para mim bem desagradável):

    Estou com um problema no perfil do Google+ e não estou conseguindo fixar a última postagem que é da data de 23 de fevereiro. Então peço que se você chegou até aqui, dê uma olhada no arquivo do blog e procure pela postagem mais recente.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  26. Boa noite amigo Lourisvaldo!
    Li com atenção seu post, os comentários também, enfim...
    As pessoas são livres para escreverem o que pensam, eu também, não gosto de julgar e não julgo, mas me sinto feliz em não seguir nenhuma religião, nada contra nenhuma, exatamente por isso.
    Amei ler e sempre que possível virei aqui, aproveito e agradeço a sua visita e comentário lá no meu espaço.
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  27. Olá, "minino", Lourisvaldo!

    Tudo bem? Calorzinho, por aí, né? Que inveja!

    Agradeço sua visita e comentário.

    Você e todos os heterossexuais dizem: com mulher, não, é mega complicada/o, sem mulher, não, a gente quase morre, enfim, assim podemos todos concluir, que mulher é fundamental e imprescindível nas vossas vidas, na vida de vocês.

    Dias bem luminosos.

    Aquele abraço!

    ResponderExcluir
  28. Bom dia, Lurisvaldo...vim, em primeiro lugar, agradecer o carinho da visita e comentário em minhas Varandas Azuis, creia, sempre fico muito feliz! Sua visita propicionou-me conhecer seu blog e me levou a reflexão sobre algumas coisas que eu não sabia,não fazia ideia...obrigada por isso! Um abraço, com desejos de um lindo final de semana prá vc!

    ResponderExcluir
  29. Oi Lourisvaldo!

    Como ocorre em todas as seitas, sabemos que o controle é um dos principais modos para manter todos na linha.
    Uma rede de intrigas, isto sim, é as Testemunhas de Jeová!
    Gente fofoqueira e intrometida, que ama palpitar a vida alheia.
    Muitos anciãos não dão conta da própria família, mas amam vasculhar a vida alheia a fim de encontrar qualquer motivo para repreender as pobre criaturas.
    Imagine, ter sua vida pessoal remexida e exposta diante de outras pessoas?
    Pos é, as testemunhas de Jeová são boas nisso.
    Cansei de ler casos abusivos onde as vítimas sofreram constrangimento, levando-as à depressão.
    Há um sadismo mesclado a outros sentimentos que não seria apropriado dizer aqui, quando as vítimas são chamadas nas salinhas para conversar com os anciãos.
    Passei por isso, uma vez, e confesso que coloquei cada um no seu devido lugar.
    Dissociei-me um tempo depois, sozinha. Semanas depois, seguida por meu marido e a minha filha.
    Talvez, você até saiba quem sou. Por muito tempo, frequentei os grupos de ex-Tj's no Yahoo e no Orkut.
    Meu apelido era Jeza, de Jezabel.
    Escolhido por mim. Rsrsrs

    Abraços

    ResponderExcluir
  30. Boa noite
    Gostaria de deixar aqui uma correção ao comentário da Céu,que ao que parece é portuguesa e comenta que em portugal as coisas são mais liberais que no Brasil e que há mulheres que andam no testemunho de calças? Pois bem, cara Céu estás afazer confusão com certeza. Nesta religião não há margem para haver liberdade de NADA, e o que é proibido cá é igualmente proibido do outro lado do planeta. É tudo formatado no mesmo molde o que se lê o que se diz, como se diz as mesmas frases feitas os mesmos comentários até as apresentações às portas são tal e qual para todos igual, todos têm de papaguear a doutrina inventada e decidida consoante as manias e os humores do corpo governante,e a permissão das mulheres usarem calças mesmo em ocasiões informais e no trabalho não tem muitas décadas, aqui em portugal tambem tem o peso cultural, a geração das mulheres com mais de 60 anos nao foi habituada a usar calças logo, mesmo com a "autorização" da torre de vigia , muitas ainda não usam, fora isso continua a ser proibido o uso de calças tanto nas reuniões como no testemunho, nos congressos e assembleias, nas visitas a betel, e mais ainda,numa recente visita que fiz a londres fiquei a saber que para integrar uma visita guiada designada
    Bible tour, no museu britânico também é obrigatório ir de saia e os homens de fato e gravata,ridiculo no mínimo!
    Além disso, se por motivos comprovadamente de saúde uma mulher for à reunião de calças, só pode comentar uma vez, mas na pregação não de certeza, a menos que seja em paises onde o tempo seja do pior tipo, siberia ou algo parecido, mas aqui te garanto que não pode. Como tenho tanta certeza? Fui tj até janeiro deste ano e durante quase 40 anos,tenho um irmão tambem ex tj que foi pioneiro regular e servo ministerial fez a escola de pioneiros e assistiu a muitas reuniões de anciãos e nestes anos todos,eu própria vi e assisti a muita coisa, também eu fui vitima da formatação e da lavagem cerebral, cheguei à depressão tão comum nos membros desta religião, até descobrir a verdade oculta e dizer basta. Dissociei-me em janeiro e estou muito feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Maria...

      agradeço a sua intervenção, como resposta, esclarecimento ao meu comentário com afirmações, que mantenho.
      eu conheço mto bem as regras das TJ, pke sempre convivi e convivo com elas, desde criança, e garanto à Maria, que em Portugal, algumas usam calças, mesmo qdo vão AO Testemunho. ainda, ontem, estive a falar na rua com duas moças, uma usava calças e outra saia, mas ambas já batizadas. enfim, eu já conheço a ladainha e como uma boa parte não tem grande cultura académica e se a Maria é portuguesa, sabe que assim é, eu e com muita elegância, consigo elucidá-las, dizendo-lhes que, p exemplo - tu tivestes, nós séjamos, está errado e não deve dizer-se. evidente que eu embora tenha formação superior, estou mto longe de saber tudo, e a minha intenção não é rebaixar, mas AJUDAR. eu sei k há pessoas k ficam melindradas com a minha atitude, mas acredite que é mais forte k eu. o que depender de mim, no sentido de melhoramento da pessoa, seja em que aspeto for, eu estou pronta a ajudar.

      parabéns por já não ser TJ e agora pode considerar-se uma mulher livre, entre aspas. tudo o k é em excesso, faz-nos mal, como sabe. é no meio termo k está o equilíbrio. trate da sua depressão. sim?
      sou católica, mas só pratico, qdo me apetece. não faço fretes a ninguém, e claro a Deus, nem pensar.

      SÓ ELE CONHECE TODOS OS CORAÇÕES, PORTANTO, NÃO SE PREOCUPE.

      peço desculpa pelas letras minúsculas, onde deveriam ser maiúsculas, pelas abreviaturas e falta de alguns sinais de pontuação, mas fui operada a mão dta no início deste mês, e dia 29, portanto terça feira próxima, serei de novo submetida a outra cirurgia da mão.

      um beijo e um fraterno abraço para si, Maria e vá aparecendo. obrigada...

      Excluir
    2. Maria,

      só agora reli o seu comentário e percebi que é brasileira. sem problemas. mantenho tudo o k disse em relação as TJ em Portugal.

      abraço e BOA PÁSCOA.

      Excluir
  31. Só uma pequena correção no seguinte trecho, irmão:

    "O cristão sabe que um dos objetivos da vinda de Cristo foi nos libertar do jugo que era a Lei de Moisés."

    Ora, isso nunca poderia ser verdade. Nós, brasileiros - ou quaisquer outros humanos de outras nacionalidades que não os do antigo Israel - estivemos debaixo da Lei dada pelos Deuses a Moisés. Eram somente os filhos de Israel quem estiveram debaixo dela, todos os dias, desde 1513 AEC até a sua revogação por Cristo, quando ele expirou em 14 de Nisã de 33 EC, mas tendo sido ela esticada por mais "metade de uma semana" - 3 anos e seis meses -, como profetizado em Daniel.

    Assim, os Deuses 'libertaram da Lei' apenas os descendentes das tribos israelitas e não 'todos nós' humanos.

    ResponderExcluir