segunda-feira, 8 de maio de 2017

A Torre de Vigia falsifica sua história

(Traduzido de JW FILES) Talvez a mentira mais frequentemente repetida nas publicações da Sociedade Torre de Vigia (STV) seja a que diz que, 38 anos antes de 1914, exatamente em 1876, eles previram que 1914 marcaria o INÍCIO dos “últimos dias deste sistema de coisas”.


Em apoio disso, a STV muitas vezes cita o Bible Examiner. Este livro foi publicado por George Storrs (1796-1879), que influenciou extremamente Charles Russell, o primeiro presidente da STV. Russell escreveu no Bible Examiner de 1876 um artigo chamado Tempo dos Gentios: Quando Eles Terminam? Este artigo é frequentemente citado em publicações da STV, mas nunca por inteiro, e por razões óbvias.



Estamos citando abaixo parte deste artigo para mostrar que o que a STV diz agora sobre o que Russell realmente escreveu em 1876 é desonesto. Ao referir-se aos Tempos dos Gentios como um período de 2520 anos, Russell escreveu o seguinte:


Bible Examiner, outubro de 1876, páginas 27,28. 



 Tradução das partes sublinhadas:

No início de nossa era cristã, 606 anos deste tempo haviam passados .... Subtraindo isso de 2520, mostra que os sete tempos terminam em 1914 .... Perguntemo-nos então: Se os Tempos dos Gentios terminarem em 1914, (e há muitas outras evidências mais claras apontando para o mesmo tempo) e é-nos dito que será com fúria, um tempo de angústia como nunca houve antes, nem jamais haverá; um dia de ira, etc, ... quanto tempo antes para a igreja escapar? Como diz Jesus: "Vigiai para que sejais dignos de escapar das coisas que vêm sobre o mundo"


O fato é que o artigo de Russell não se refere e não poderia ter-se referido a 1914 como o INÍCIO da "conclusão do sistema de coisas". Russell acreditava firmemente que "a conclusão do sistema de coisas" (também chamado de "tempo do fim") começou em 1799, que Cristo veio invisivelmente em 1874 e que a igreja "escaparia" antes de 1914. Foi ensinado por Russell quase até 1914, que 1914 ia ser o FIM do "sistema de coisas".

Por exemplo:


A Sentinela de 15 de julho de 1894, página 226


Tradução das partes sublinhadas:

Não vemos nenhuma razão para mudar os números - nem poderíamos mudá-los se assim quiséssemos. Eles são, acreditamos, as datas de Deus, não as nossas. Mas tenha em mente que a data de 1914 não é a data para o início, mas para o fim da era de aflições.
.


O Tempo Está Próximo, 1889, página 76,77

Tradução das partes sublinhadas:

... o fim completo dos tempos dos gentios, isto é, o fim completo de sua época de domínio, será alcançado em 1914; e essa data será o limite mais distante da prevalência de homens imperfeitos. .

A seguir estão algumas declarações da STV nas quais afirma ou que implica sua presciência fingida acerca de 1914 como o INÍCIO da "conclusão do sistema de coisas".

Dentre todos os homens usados por Deus para profetizar, Jesus é o mais notável. Com base no que ele disse, junto com as palavras de Daniel e de João, as testemunhas de Jeová apontaram para o ano de 1914, com décadas de antecedência*, como marcando o início da “terminação do sistema de coisas” (Despertai de 22 de julho de 1973, página 8). 
* Veja, por exemplo o Bible Examiner, Vol. XXI N° 1 (Inteiro N° 313), de outubro de 1876, páginas 27, 28.
Assim, contando-se desde 607 A. E. C., quando as nações gentias obtiveram o domínio exclusivo da terra, quando terminam esses “tempos designados”? A resposta é 1914. As testemunhas de Jeová apontaram para esse ano já desde 1876, num artigo escrito por C. T. Russell, e publicado em Bible Examiner. Trinta e oito anos depois, chegou esse ano marcado de 1914 (Despertai de 22 de abril de 1974, página 18).
Até mesmo antes disso, contudo, C. T. Russell escreveu um artigo intitulado “Tempos dos Gentios: Quando Terminam?” Foi publicado no Bible Examiner de outubro de 1876, e nele Russell disse: “Os sete tempos terminarão em 1914 A. D.” Vinculara corretamente os Tempos dos Gentios com os “sete tempos” mencionados no livro de Daniel. (Dan. 4:16, 23, 25, 32) Comprovando tais cálculos, 1914 deveras marcou o fim desses tempos e o nascimento do reino de Deus no céu, tendo a Cristo Jesus como rei. Pense só nisso! Jeová concedeu tal conhecimento a Seu povo cerca de quatro décadas antes de tais tempos expirarem. (Anuário de 1976, página 37)
Portanto, mais uma autoridade respeitada acrescenta a sua voz à de numerosos estadistas e historiadores, os quais, olhando para trás, reconhecem a significação do ano de 1914. Todavia, já décadas antes de chegar aquele ano, dedicados estudantes da profecia bíblica puderam identificar 1914 como um culminante ponto crucial. (Bible Examiner, outubro de 1876, pp. 27, 28) Essas profecias bíblicas revelam também que a “geração” que presenciou os eventos começando em 1914 veria também a “terminação do sistema de coisas”. — Mat. 24:3, 7-22, 32-35. (A Sentinela de 15 de maio de 1981, página 18).
Já no ano de 1876, num artigo apresentado para publicação no Examinador da Bíblia (publicação em inglês), o presidente havia indicado 1914 como o ano em que os “tempos dos gentios” terminariam com sérias conseqüências para todo o mundo da humanidade. (Lucas 1:24, Almeida) Surpreendentemente, quando o presidente anunciou à família do Betel de Brooklyn que os Tempos dos Gentios haviam terminado, a primeira guerra mundial de toda a história humana estava no seu 66.° dia (A Sentinela de novembro de 1983, página 16).
Desde os meados da década de 1870, os do povo de Jeová esperavam que eventos catastróficos começassem em 1914 e marcassem o fim dos Tempos dos Gentios (Revelação – Seu Grandioso Clímax Está Próximo, página 105).
Por 38 anos antes de 1914, os Estudantes da Bíblia, como então se chamavam as Testemunhas de Jeová, apontavam para aquela data como o ano em que os Tempos dos Gentios terminariam. Que notável prova de que eles eram verdadeiros servos de Jeová! (A Sentinela de 15 de outubro de 1990, página 19).
Desde o ano de 1876, aqueles que ficaram associados com a Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados e a Associação Internacional dos Estudantes da Bíblia haviam proclamado publicamente que os tempos dos gentios terminariam no começo do outono (setentrional) de 1914 (O Reino de Deus – Nosso Iminente Governo Mundial, página 131). 
O que deve ser lembrado é que os líderes atuais da STV, quando citam publicações de pré-1914,  têm resgatado apenas a frase "fim dos Tempos dos Gentios", como pode ser visto nas citações acima. O que eles enganosamente não dizem é que 1914 marcou, em publicações anteriores a 1914, o fim do mundo e início do Armagedom.

A Torre de Vigia diz :


Uma religião que ensina mentiras não pode ser verdadeira (A Sentinela de 1º de dezembro de 1991, página 7). 


Gostaria de conhecer melhor as Testemunhas de Jeová?
Então você precisa ler meu livro
Testemunhas de Jeová – o que elas não lhe contam?
Opções de download aqui

3 comentários:

  1. Olá Lourisvaldo! cada vez mais e mais as mentiras da Torre vindo a tona. Minha irmã pertence a uma religião oriental e diz que eles identificam nossa era como era da luz e nada mais ficará encoberto...acho que estão certos. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente, "anônimo"!

      Em nossa era fica cada vez mais difícil esconder do povo que que falamos. Os líderes religiosos cada vez mais são chamados a prestar contas pelo que fizeram ou disseram no passado. O Corpo Governante até já deseja ser chamado de Escravo Fiel e PRUDENTE. Antes era discreto, mas falou um monte de asneira; agora quer ser mais "prudente".

      Excluir
  2. Kkkkkkkk cada coisa cada apelacao que eu vejo de pessoas. Nao sou tj mais pelo amor hein. Vcs querern achar defeitos. As tj e a reluguao mais doutrinada. Segue a risca nao se envolve em escandalos. Agr o pq vc nao faz artigos de igrejas como a catolica que nunguem respeitas as escrituras sagradas. Os padres pedofilos e etc. E os evangelicos falsos profetas que abuzan de pessoas pouco informadas pra tiraren dinheuro. Olha as religioes o tabto de escandalos pelo amor

    ResponderExcluir