terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Desonestidade no site JW.ORG

(Traduzido de jw.factsA Torre de Vigia está usando o jw.org para apresentar uma imagem caiada ao público, conquistando confiança através da apresentação de um layout atraente e de aparência profissional, mas seus artigos de destaque são preenchidos com informações desonestas e enganosas.

Seguem-se vários exemplos.

Transfusão de sangue

Mito: Muitas Testemunhas de Jeová, incluindo crianças, morrem todo ano por não aceitarem transfusão de sangue 
Fato: Essa afirmação não tem nenhuma base.

Isto é desonesto, como pode ser visto quando comparado com as confissões anteriores da Torre de Vigia.
As Testemunhas de Jeová não argumentam que as transfusões de sangue não tenham mantido vivos pacientes que de outra forma poderiam ter morrido (Sangue, Medina e a Lei de Deus, página 38, em inglês)
No passado, milhares de jovens morreram porque colocaram Deus em primeiro lugar. Ainda há jovens assim, só que hoje o drama acontece em hospitais e tribunais, tendo como questão as transfusões de sangue (Despertai! de 22 de maio de 1994, página 2).
Houve uma época que as Testemunhas de Jeová se orgulhavam de dizer que sacrificariam sua vida pelo que acreditavam ser princípios bíblicos. Agora a Torre de Vigia está muito preocupada com a opinião pública e com a responsabilidade legal de fazer essa confissão. O fato é que, embora muitos procedimentos possam agora ser realizados com segurança sem sangue, ainda surgem muitos casos em que o sangue é a única opção para a sobrevivência. Veja Transfusões de Sangue.

Desassociação

A fim justificar a postura estrita de ostracismo social e desassociação, o artigo Por que alguns são desassociados? afirma que as Testemunhas só são desassociadas por se envolverem em "pecado grave".
A desassociação  só acontece quando um membro da congregação comete um pecado grave sem se arrepender.
Isso é enganoso e insultante, uma vez que existem inúmeras ações que podem levar uma Testemunha a ser desassociada, mas que não são ‘pecados graves’. Por exemplo, falar com uma pessoa desassociada, fumar ou questionar a doutrina da Torre de Vigia. Por esta razão, 1% das Testemunhas de Jeová são desassociadas a cada ano, mais de 70.000.

No artigo Vocês evitam ex-membros de sua religião?, o comentário inicial de que aqueles que não pregam mais não são evitados é uma red herring, pois se refere a uma pessoa que é inativa, não a um ex-membro, como a pergunta claramente especifica .
Nós não evitamos Testemunhas de Jeová batizadas que pararam de participar na pregação ou até de se associar conosco. Na verdade, nós procuramos contatar essas pessoas e reavivar seu interesse pelas coisas de Deus.
Nós não expulsamos automaticamente alguém que cometeu um pecado grave. Mas, se uma Testemunha de Jeová batizada passa a ter o costume de violar o código de moral da Bíblia e não se arrepende, ela é desassociada, ou evitada. A Bíblia diz claramente: “Removei o homem iníquo de entre vós’.
O segundo parágrafo também é enganoso, uma vez que uma pessoa pode ser desassociada não só por violar "o código de moral da Bíblia", mas também por não seguir as muitas regras da Torre de Vigia que não estão descritas diretamente na Bíblia e também por não concordar com a interpretação da Bíblia feita pela Torre de Vigia. Além disso, uma pessoa que deixa o seu erro e se arrepende ainda será evitada por toda a vida, a menos que volte à religião e seja oficialmente reintegrada.


Gostaria de conhecer melhor as Testemunhas de Jeová?
Então você precisa ler meu livro
Testemunhas de Jeová – o que elas não lhe contam?

Opções de download aqui

Destruindo famílias?

Sob o título "AsTestemunhas de Jeová dividem ou unem as famílias?" (de 19 de junho de 2015), o artigo culpa unicamente o membro não-Testemunha, comentando que os "membros da família que não são Testemunhas de Jeová muitas vezes causam conflitos...[mas] as Testemunhas de Jeová se apegam ao conselho da Bíblia: “Não retribuais a ninguém mal por mal".

O que o artigo não menciona é o fato de que a religião impõe a seus membros que evitem por completo os membros da família que são desassociados. Quando as pessoas alegam que as Testemunhas de Jeová destroem famílias, isso é geralmente referente ao arranjo da desassociação. Uma vez que este ponto é fundamental para o tópico, a falta de menção a ele é um caso grave de "mentir por omissão". (Nota acrescentada: Além disso, a revista A Sentinela de abril de 2017, edição de estudo, páginas 7 e 8, parágrafo 16, autoriza o cônjuge Testemunha a optar pela separação, caso o parceiro ou parceira seja um “apóstata”).

Solicitando dinheiro

A Torre de Vigia alega não solicitar, pedir ou implorar por dinheiro.
Embora os custos por trás de nossa obra de evangelização sejam altos, não solicitamos dinheiro. De acordo com o segundo número de nossa revista A Sentinela, publicado mais de um século atrás, nós acreditamos que Jeová é nosso apoiador e ‘jamais solicitaremos nem pediremos aos homens que custeiem a obra’ — e nunca fizemos isso! (Vontade de Jeová, lição 24: Como nossa obra é financiada?)
Embora seja verdade que a Torre de Vigia não tem dízimo, é inteiramente falso que ela não solicita, implora ou pede dinheiro, como se ver pelos constantes pedidos de doações que ela faz. “Solicitar é um verbo que significa "pedir” (a uma pessoa ou a um grupo) por dinheiro, ajuda, etc." (Merriam-Webster), e a “petição” refere-se a "um pedido sincero". Há um artigo anual da Sentinela descrevendo maneiras de doar - tradicionalmente em novembro de cada ano; pedidos de dinheiro são feitos regularmente em reuniões e em publicações da Torre de Vigia. Sites como jwgifts.org (a partir de dezembro de 2015) permitem Testemunhas de Jeová doar on-line, e há caixas de contribuição proeminentemente exibidas em Salões do Reino e em Salões de Assembleia.

Instruções detalhadas explicam como repassar seus bens para a Torre de Vigia após sua morte .


(Nas imagens acima,à esquerda, A Sentinela de 15 de novembro de 2015, página 15, e Nosso Ministério do Reino de novembro de 2012, página 3)

Cartas são regularmente lidas em reuniões pedindo dinheiro. Por exemplo, uma carta "A Todas as Congregações na Grã-Bretanha e Irlanda do Norte", de 17 de dezembro de 2015, é claramente manipuladora em seu pedido de dinheiro.

Ao longo dos séculos, os fiéis servos de Jeová mostraram um padrão de generosidade usando seus recursos para apoiar a verdadeira adoração [...] Vocês, queridos irmãos, já fizeram tão bem enviando presentes grandes e pequenos. Por exemplo, duas crianças, de cinco e sete anos de idade, enviaram seu dinheiro de bolso para ajudar a construir o nosso novo Betel em vez de ir ao circo, escrevendo: "Fazer Isso é muito melhor do que ir ao circo!” [...]. Usando o site jwgift.org você pode fazer uma doação usando a maioria dos cartões de crédito e débito.
Cartas a todos os corpos de anciãos das congregações fazem petições, mesmo especificando o quanto ela espera que cada congregação faça, algumas como compromissos mensais perpétuos.
Vendo a necessidade de substituir veículos mais antigos no próximo ano, estamos escrevendo novamente para convidá-lo a contribuir para este acordo. Prevemos que as despesas podem ser cobertas se houver uma contribuição de cada congregação no valor de £ 3.00 (€ 3.75) por publicador. Isso não significa que cada publicador deve contribuir com esse valor. Em vez disso, a congregação como um todo pode fazer a contribuição, e todos podem ajudar com a despesa, conforme sejam capazes. (Atos 11:29) Recomendamos que cada congregação faça uma resolução para contribuir com base no número de publicadores. (Carta de 25 de fevereiro de 2015 a Todos os Corpos de Anciãos das congregações na Grã-Bretanha e na Irlanda).
“Até 31 de maio de 2014, todas as congregações são convidadas a estabelecer um valor mensal, por meio de resolução, para apoiar a construção de Salões do Reino e Salões de Assembleia em todo o mundo”. (Carta a todos os Corpos de Anciãos de 29 de março de 2014).

Até às crianças são dirigidos comentários com o objetivo de extrair-lhes dinheiro por meio do sentimento de culpa. As seguintes imagens do cartoon Seja Generoso, de 2015, incentivam as crianças a mostrar generosidade a Jeová doando dinheiro para o  Salão do Reino, em vez de gastá-lo com sorvete.

Tolerância para com outras religiões

Sob a seção Perguntas Frequentes há a pergunta: “Vocês são tolerantes para com de outras religiões?,  e que dar a seguinte resposta (20 de outubro de 2012):
Nós seguimos o conselho da Bíblia de ‘respeitar todas as pessoas’, não importa sua religião.
Na verdade, a Torre de Vigia é uma crítica ferrenha de todas as outras religiões, rotulando-as como representadas por uma "meretriz", seguidores de Satanás e praticantes de obras abomináveis. Isso dificilmente é um sinal de tolerância ou respeito.
...os clérigos da cristandade têm sido os mais destacados membros do descendente de Satanás.(Revelação – Seu Grandioso Clímax Está Próximo!, página 30).
Abominamos o vitupério que Babilônia, a Grande, e especialmente a cristandade, tem lançado sobre o nome do único Deus vivente e verdadeiro, Jeová (A Sentinela de 15 de abril de 1989, página 18).

O fim do mundo

O artigo O fim do mundo talvez não seja o que você imagina faz o seguinte comentário:
Embora a Bíblia não dê todos os detalhes sobre o futuro, ela nos garante que a humanidade não será exterminada. Nem dá para imaginar como o futuro será maravilhoso! (Despertai! de setembro de 2012, página 9).
Isso é desonesto, já que, segundo a doutrina da Torre de Vigia, o Armagedom é efetivamente o dia do juízo final, no qual toda a humanidade (a raça humana) viva naquele tempo será destruída, exceto alguns milhões de Testemunhas de Jeová. 7 bilhões estão prestes a morrer. A humanidade não vai morrer completamente, então a Torre de Vigia pode afirmar que não mentiu, mas a mensagem é desonesta. Além disso, o futuro não “será maravilhoso” para os 7 bilhões que não têm futuro na teoria da Torre de Vigia, que ela retrata como se tornando alimento para animais de rapina
Vamos, pássaros e feras! Tenha o seu pleno alimento, então, dos cadáveres humanos ... (Você Pode Sobreviver ao Armagedom para o Novo Mundo de Deus, de 1955, página 342, em inglês).

As Testemunhas de Jeová são uma seita?

Outra, dentre as Perguntas Frequentes, intitula-se As Testemunhas de Jeová são uma Seita? Ela afirma: "Não, as Testemunhas de Jeová não são uma seita". Dois pontos são usados para descrever o que se entende por seita, que são seguidos de declarações imprecisas para explicar por que a Torre de Vigia não se encaixa nestes pontos.
Para alguns, uma seita é uma religião nova ou bem diferente do que estão acostumados. As Testemunhas de Jeová não inventaram uma nova religião. Pelo contrário, nossa adoração segue o modelo dos cristãos do primeiro século e se baseia na Bíblia.
Todas as religiões cristãs afirmam ser uma representação do verdadeiro cristianismo, de modo que o comentário é um ponto discutível e contestável. Os fatos são que a Torre de vigia é uma religião relativamente nova, formada por Charles Taze Russell no século 19. A Torre de Vigia não tem nenhuma linhagem que a remonta a Jesus Cristo. Russell reuniu ensinamentos de vários grupos e inventou uma nova religião há pouco mais de 100 anos.

O ponto seguinte diz respeito ao conceito de que uma seita tem um líder humano.
Para alguns, uma seita é um grupo religioso perigoso liderado por um humano. As Testemunhas de Jeová não encaram nenhum humano como seu líder. Nós nos apegamos ao padrão que Jesus deixou para seus seguidores: “O vosso Líder é um só, o Cristo.”
Um conceito importante de um culto não é necessariamente um único líder humano, mas sim uma liderança que não pode ser questionada.  A Torre de Vigia começou com um forte e único líder humano, Russell, seguido por Rutherford. Agora que a religião cresceu em tamanho, é supervisionada por um grupo de homens, descrevendo-se como o Corpo Governante ou Escravo Fiel e Discreto, que exerce supercontrole. As seguintes citações mostram como são extremas as exigências por obediência feitas pelos líderes da Torre de Vigia.
Entretanto, não podemos esperar adquirir um bom relacionamento com Jeová se ignorarmos aqueles a quem Jesus designou para cuidar de seus bens (Examine as Escrituras Diariamente, 4 de março de 2012, em inglês).
Nessa época, receberemos orientações da organização de Jeová que salvarão nossa vida, embora talvez não pareçam práticas do ponto de vista humano. Todos nós devemos estar prontos para obedecer a quaisquer orientações que recebamos, quer pareçam fazer sentido de um ponto de vista estratégico, quer não (A Sentinela de 15 de novembro de 2013, página 20).
A Torre de Vigia afirma que Jesus é seu líder, mas isso é irrelevante, uma vez que todas as seitas cristãs afirmam isso. O que é importante, e o que de fato inclui a Torre de Vigia na lista de seitas, são suas exigências de obediência à liderança, salpicadas de ameaças de desassociação e ostracismo, e que são muito mais agressivas do que qualquer outra religião cristã. Na verdade, o Corpo Governante vai ainda mais longe do que apenas apresentar uma liderança autoritária; ele afirma ser mediador para Jesus.

A Torre de Vigia define uma seita como sendo um grupo novo e que tem um líder humano. Embora afirmando o contrário, ela se alinha perfeitamente com ambos os conceitos. Para uma compreensão muito mais profunda do que é uma seita, veja Seita: Medo e Controle Mental.

Uma seita americana?

Vocês são uma seita americana?, outra dentre as Perguntas Frequentes, arrogantemente aborda quatro pontos, a maioria ou irrelevante ou incorreto, incluindo os seguintes:
Algumas pessoas definem uma seita como um grupo dissidente de uma religião estabelecida. As Testemunhas de Jeová não saíram de nenhum grupo religioso. Na realidade, nós acreditamos que restabelecemos o tipo de cristianismo que era praticado no primeiro século. — 1 Tessalonicenses 2:13.
Todos os nossos ensinamentos se baseiam na Bíblia, não em escritos de algum líder religioso dos Estados Unidos.
Nós seguimos a Jesus Cristo, não a algum líder humano. — Mateus 23:8-10.

Qualquer um que tenha um conhecimento mínimo da história das Testemunhas de Jeová deve estar ciente de que o primeiro líder foi fortemente influenciado pelos Segundo Adventistas, e associado do adventista Nelson H. Barbour, até romper com ele. Por isso, pode ser considerada uma seita Segunda Adventista, que por sua vez era uma seita protestante.

Os outros dois pontos no artigo são comentários sem sentido. Todas as seitas cristãs afirmam que baseiam seus ensinamentos na Bíblia. As seitas de alto controle alegam que a Bíblia não pode ser entendida sem que seus líderes a interpretem, assim como os líderes da Torre de Vigia.
Todos nós precisamos de ajuda para entender a Bíblia, e não podemos encontrar a orientação bíblica de que precisamos fora da organização do “escravo fiel e discreto”. (A Sentinela de 15 de agosto de 1981, página 19)
Além disso, conforme mostrado ao longo deste site, muitos ensinamentos da Torre de Vigia não são baseados na Bíblia,  e até mesmo a contradizem.

Quanto ao último ponto, todas as seitas cristãs afirmam seguir Jesus.

Corpo Governante

O que é o Corpo Governante das Testemunhas de Jeová?, outra dentre as Perguntas
Frequentes (em 28 de dezembro de 2015), descreve o Corpo como “um pequeno grupo de cristãos maduros que supervisiona as Testemunhas de Jeová em todo o mundo”. Em
seguida, acrescenta a ridícula declaração de que:
Os membros do Corpo Governante não são líderes da nossa organização. Eles buscam a orientação da Bíblia, reconhecendo que Jeová Deus designou Jesus Cristo como o cabeça da congregação.

Por qualquer definição, eles certamente são os líderes, tendo a última palavra sobre toda a gama de questões não mencionadas na Bíblia, tal como a coleta e gasto de dinheiro na manutenção de sua global corporação editorial. No entanto, o engano nesta declaração vai muito mais além, uma vez que alegam que a obediência a eles é fundamental para se ter a aprovação de Deus, e, portanto, seguir sua liderança é fundamental para a salvação.
Precisamos obedecer ao Escravo Fiel e Discreto para ter a aprovação de Jeová. (A Sentinela de 15 de julho de 2011, página 24, Edição Simplificada, em inglês).
Embora seja romântico afirmar que Jesus é o único líder, a realidade mostra o contrário. O Corpo Governante não tem uma linha direta com Jesus, como mostram as constantes mudanças na doutrina e nas diretrizes; assim, quando os membros do Corpo Governante exigem obediência, é diretamente a si mesmos, como líderes da organização.

Conclusão

Em 2012, a Torre de Vigia relançou seu site oficial, anunciando-o no Ministério do Reino de dezembro de 2012:
A fim de nos ajudar a ‘efetuar plenamente o nosso ministério’, os sites watchtower.org, jw-media.org e jw.org foram combinados no novo site jw.org.

Apesar de soar alarmes sobre os perigos da internet, a Torre de Vigia abraçou-a totalmente para si, adotando a mais recente tecnologia e padrões da Internet. A razão para isso é em parte financeira, uma vez que, desde 2013, A Sentinela para o público e Despertai! foram reduzidas para 16 páginas, para cortar custos de impressão, com postagens adicionais no site. Em segundo lugar, manter significativo despacho de informações por meio digital, uma vez que esse agora é o método preferido de acesso à informação para muitas pessoas, uma realidade que enfrenta todas as empresas editoriais.

O Ministério do Reino faz o seguinte comentário:
Incentive as pessoas a usar o site: Alguns que hesitam em conversar conosco ou em aceitar publicações estão dispostos a procurar informações sobre as Testemunhas de Jeová no site jw.org na privacidade de seu lar. Assim, divulgue o site sempre que for apropriado (página 5).
Isso cria uma espada de dois gumes para a Torre de Vigia. O JW.ORG é apenas algumas letras diferentes do jwfacts.com, e direcionar as pessoas para a internet significa que elas vão, provavelmente, tropeçar em outros sites a partir dos quais vão receber informações de vários pontos de vista. Desde 1995, o crescimento das Testemunhas de Jeová foi reduzido para a metade do que era na década anterior, em grande parte devido à internet. Poucas pessoas totalmente informadas se apaixonam pela falsa retórica da Torre de Vigia de que Deus está dirigindo sua organização, e a internet torna-se mais acessível do que nunca.

Vai ser interessante ver que efeito a máxima utilização da internet terá sobre o crescimento. Embora seja uma maneira barata para a Torre de Vigia, tendo em vista o mercado em si, a internet abre caminhos para os seguidores, e mais importante, possibilita àqueles que estudam a Bíblia com a Torre de Vigia a se tornarem mais educados do que doutrinados, o que só pode ser ruim para a religião.


(Esta postagem foi traduzida com a ajuda do Google Tradutor)



Gostaria de conhecer melhor as Testemunhas de Jeová?
Então você precisa ler meu livro
Testemunhas de Jeová – o que elas não lhe contam?

Opções de download aqui



8 comentários:

  1. La web cumple la doble función de :
    1. Servir de relacionados publico de la organización.
    2. Brindar un sitio donde los tj pueden ir y no andar de aquí para allá para buscar publicaciones tj.

    Aunque esto ultimo se les escapa de las manos.

    ResponderExcluir
  2. òtima pesquisa,Louri. Eles são muito enganadores

    ResponderExcluir
  3. Olá Lourisvaldo! Muito boa essa matéria,obrigada por compartilha-la,esses gangsters precisam ser desmascarados!

    ResponderExcluir
  4. Sempre achei um tanto estranho, a tamanha ênfase que as Testemunhas de Jeová dão ao site jw.org, algumas vezes tornando até um tipo de idolatria a uma marca. Sobre a pesquisa desse artigo, mostrou mais do que claramente a forma desonesta em que o site oficial das TJs se apresenta ao público.

    É irônico aquela situação em que quando estudamos com as TJs, aprendemos que todas as outras religiões são falsas, e fazem parte da "Grande Babilônia", e ao mesmo tempo no site, as TJs dizem respeitar as religiões... Como posso dizer que respeito alguém, se ao mesmo tempo, eu o chamo de falso?

    As demais religiões podem até ser falsas, como todos nós sabemos. Mas isso não significa que as TJs sejam diferentes, pois essa falsidade pode ser detectada se a pessoa for uma boa observadora e que não se deixa dominar pelo orgulho de pertencer ao grupo.

    É exatamente esse ego, esse orgulho que as TJs sentem ao pertencer a organização, que infelizmente fazem com que a maioria deles ignorem toda e qualquer critica contra sua religião.

    E esse orgulho não é orgulho de Jeová ou da Bíblia, e sim da religião. Pois mesmo que mostramos ensinos contrários a Bíblia, falsas profecias no passado da Organização, confusão das frações de sangue, entre muitos outros, as TJs simplesmente ignoram os fatos, por causa do fanatismo ridículo que ali predomina!

    ResponderExcluir
  5. Vou começar com um pergunta? Você ler a bíblia? Acho que nao, por que se você lesse não estaria criticando esse povo que eu conheço muito bem. Eu particularmente acho muito ridículo o que você tá fazendo. Você não tá respeitando essa a religião. É sensato que existe religiões que são erradas mesmas. Mas eu jamais criticaria ela dessa forma. Uma coisa é certa eu já andei em várias religiões, e a única que pratica o que tem na bíblia são as testemunhas de jeova. Em vez de estar criticando esse povo porque não ajuda mais o proximo? Usa seu site para publicar coisas edificantes? Eu hein sinceramente...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Que tal começar dizendo exatamente qual informação neste site está incorreta? Terei muito prazer em corrigir qualquer erro, desde que você os indique.

      Excluir
  6. Se a gente quer paz na terra ,temos que começar por nós mesmos.Respeite as religiões. Não critique como você acabou de fazer...fico triste com o que você tá fazendo��

    ResponderExcluir
  7. Lourisvaldo, acho que eles não leram o artigo, não refletiram nas informações nem ao menos checaram-na. Só pode ser!Típico das Tjs...tem sempre uma resposta pronta, não importa o argumento.Que pena! é assim que a organização consegue prender seus membros,incentivando-os a não dar lugar ao raciocínio lógico, apenas absorver o "conhecimento" que ela impõe.

    ResponderExcluir